Os efeitos negativos do uso indiscriminado da internet

Por Wesley Coelho Siebra (Estudante)

As tecnologias digitais surgiram no século XX e de lá para cá presenciamos constantes mudanças no cotidiano. Com a chegada da internet e das redes sociais, o mundo se torna cada vez mais pequeno em relação à comunicação, entretenimento, entre vários outros tópicos que a ferramenta dispõe.
É imprescindível falar sobre o uso incontrolado da internet, pois está presente na vida de muitas pessoas, principalmente dos adolescentes. O problema é que o uso imoderado dessa ferramenta pode trazer uma série de problemas tanto psicológicos como físicos. Depressão, baixa autoestima, dor na coluna, ansiedade, olho seco e estresse são alguns exemplos relacionados a essa problemática. As redes sociais são o maior problema para resolver este impasse, pois são bastantes utilizadas. No Brasil, em um relatório divulgado por “We are Social” em 2018 apontou que 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais.
A série “CONTROL Z”, disponível na plataforma de vídeos Netflix, é um bom exemplo relacionado ao assunto. Trata-se de uma escola onde os alunos são muito apegados às redes sociais e de repente um “hacker” expõe vários segredos íntimos de cada um deles, trazendo a verdade sobre cada aluno e deixando a máscara de muitos caírem. Isso é relativamente o que acontece na vida real visto que muitos colocam na internet uma vida superficial que muitas vezes não condiz nem um pouco com a sua realidade. Esse que comportamento acarreta vários problemas já citados ao indivíduo que consome aquele conteúdo.
Alguns métodos para diminuir a distração com a internet são bastante eficazes, como estabelecer metas, determinar regras, dormir e acordar sem celular podem melhorar bastante o desempenho em outras atividades ao longo do dia. Ter momentos de lazer com a ausência de aparelhos eletrônicos e procurar um psicólogo, também são bastante eficazes para resolver esse problema. Outra medida a ser tomada é o uso de propagandas feitas por artistas e figuras públicas para conscientizar o público a usar a internet de forma maneirada e de um jeito correto, a fim de evitar os efeitos negativos do uso indiscriminado da rede.

*Texto produzido na Oficina de Redação do Professor José Roberto Duarte