Samya Renata (estudante)

O que o cidadão comum pode fazer contra a corrupção?

Samya Renata (Estudante)

A corrupção está entranhada no Brasil desde o Período Colonial, e as mesmas atitudes ilícitas realizadas pelos líderes da época persistem até os dias de hoje. Com isso, toda a sociedade é afetada, como a economia do país, o convívio social, a dignidade dos cidadãos e até mesmos as gerações atuais e futuras. Tal problemática exige, assim, uma mudança cultural e comportamental.
Na política, o pagamento de propina já é considerado algo comum, infelizmente. Muitos usam dessa estratégia para adquirir cargos melhores, somente com interesses pessoais e partidários. Um importante exemplo foi o escândalo do ‘Mensalão’, no ano de 2005, um funcionário dos Correios foi flagrado recebendo propina de empresários, esse esquema consistia em pagar deputados para que aprovassem as matérias a favor do PT.
Ao longo dos anos, devido a tantos atos desonestos, as pessoas foram se tornando apáticas a tudo isso. A falta de esperança faz com que a população perca o interesse político, sem ter estímulos para lutar pela melhoria do país, ficando assim em estado de inércia. Isso é perceptível principalmente nos candidatos eleitos dos últimos anos, com um alto índice de desconhecimento sobre política.
Portanto, a corrupção ainda é um problema a ser enfrentado, com a estimulação de educação política para crianças e adolescentes, união da população para fazer denúncias e manifestações, além de afastar os políticos corruptos do poder.
A população é o principal agente para realizar essas ações de forma consciente, para melhor escolher quem irá representar o país. Espera-se que essas medidas possam impedir a instalação de corruptos no poder público.

*Texto produzido na Oficina de Redação do Professor José Roberto Duarte