O papel dos influenciadores digitais

João Híder Damasceno (Estudante)

A popularização da internet fez com que as redes sociais ganhassem cada vez mais notoriedade pelo público, visto que são ferramentas de fácil acesso e com uma interatividade bem maior comparada a outros meios de comunicação como o rádio e a televisão. Nesse contexto, surgiram os influenciadores digitais, que possuem grande número de seguidores e influenciam diretamente na formação de opinião de quem os acompanham no ambiente virtual. Em vista do exposto, torna-se notório a preocupação da disseminação de fake news e em controversa a propagação de informações verídicas por meio dos influenciadores.

Diante das informações expostas, é imprescindível salientar que os influenciadores digitais atuam em múltiplos conteúdos tais como esportes, moda, política, religião, compras, educação, cultura e notícias. Desse modo alcançam várias esferas da realidade coletiva, influenciando diretamente na forma de interagir com outras pessoas; entretanto, isso pode influenciar na propagação de notícias falsas, gerando problemas como histeria coletivas.

Outrossim, os influenciadores mostram-se como uma grande fonte publicitária, visto que possuem um canal de comunicação nichado, com um público que busca especificamente pelo o conteúdo apresentado por eles. Isso faz com que as empresas os busquem para apresentar seus produtos e divulgar sua marca, prática que cresce cada vez mais, segundo uma pesquisa realizada pela YOUPIX, agência responsável por negócios da indústria digital, a qual mostra que o investimento em mídia digital passou de 100 mil reais em 2017 para 700 mil em 2019 em 36% dos 96 negócios entrevistados. Paralelamente a isso, grande parte dos consumidores podem comprar produtos sem fazer análise crítica de uso custo ou benefício; comprando apenas induzidos pelo “marketing” digital.

Em virtude disso, é evidente a necessidade de conter a disseminação de fake news por meio desses influenciadores, e estimular o pensamento crítico dos seus seguidores. Portanto, cabe aos influenciadores e à rede social em que estão vinculados estimular a propagação de notícias verídicas em quaisquer conteúdos abordados, exibindo a referência da fonte de conteúdo a fim de evitar a propagação de notícias falsas.

Além disso, é preciso que os usuários já conscientes estimulem os outros que ainda não possuem essa consciência a pesquisar produtos em outras fontes, por meio da internet, com o objetivo de instigar o consumo consciente. Assim, as problemáticas apresentadas vinculadas aos influenciadores digitais serão sejam atenuadas.

*Texto produzido na Oficina de Redação do Professor José Roberto Duarte

Últimas Notícias

1

Telemedicina no Brasil

2

Telemedicina no Brasil

3

A democratização da internet

4

A democratização da internet

5

A democratização da internet

Parceiros