Ana Karoliny (Estudante)

Desafios do saneamento básico no Brasil

Por Ana Karoliny (Estudante)

Saneamento básico se refere a várias medidas que visam, principalmente, garantir acesso à água potável e esgotamento sanitário à população. No Brasil, todavia, esses serviços públicos não atingem a totalidade dos seus habitantes. Sendo assim, somente a pressão popular e a intensificação de investimentos podem reverter esse cenário.

Em primeira análise, vale ressaltar a importância de se investir em saneamento básico. Segundo dados do IBGE, quase metade da população (43%) vive em cidades sem rede de tratamento de esgoto. A falta desses cuidados gera relevantes custos sociais, em razão dos constantes gastos com o tratamento de doenças infecciosas e parasitárias, e também aos custos relativos à falta de pessoas no trabalho, à perda de produtividade e à degradação do meio ambiente.

Em segunda análise, a cobrança do povo é muito importante nessa questão. Existem leis que visam garantir o acesso ao saneamento a todos, porém grande parte da população, principalmente, aqueles que vivem em áreas mais pobres, não usufruem desse direito. Dessa maneira, somente a mobilização social para pressionar o Poder Público poderá amenizar esse problema.

Portanto, para melhorar o saneamento básico brasileiro, é necessário que o governo crie centrais de tratamento e coleta de esgotos, principalmente nas áreas mais carentes com o intuito de melhorar a qualidade de vida da população. Ademais, a população, em parceria com as redes midiáticas, deve fazer campanhas a favor do saneamento e protestos que visem cobrar o cumprimento das leis pelos governadores. Dessa forma, será melhorado o sistema de saneamento básico do Brasil.

*Texto produzido na Oficina de Redação do Professor José Roberto Duarte

Últimas Notícias

1

Telemedicina no Brasil

2

Telemedicina no Brasil

3

A democratização da internet

4

A democratização da internet

5

A democratização da internet

Parceiros