Temos ouvido muitas reclamações de cristãos católicos e protestantes sobre a perda do verdadeiro sentido da Semana Santa nos últimos anos. Realmente é deveras preocupante que a data tão importante para o cristianismo, assim como o Natal, venha sofrendo descaracterização de lamentarmos a morte e celebrarmos a ressurreição de Jesus Cristo. A cruz, símbolo cristão, foi substituída pelo chocolate. O comércio lucra com o costume pagão herdado dos judeus e romanos, quando o consumismo de peixe, chocolate, presentes, é mais importante que a meditação e a entronização com Deus e o Espírito Santo. Infelizmente, cada vez mais cresce o número de religiosos cuja religiosidade é vazia, tradicionalmente repetindo hábitos, dogmas e práticas que se afastam do cristianismo. Como dizia Mário de Andrade: “gente que cheira a religião e que não crê em Deus”.

Semana Santa X Carnaval
Outro aspecto do feriado da Semana Santa é a violência. Há décadas, o número de acidentes nas estradas, homicídios e outros tantos casos excedem a estatística do Carnaval, festa que tradicionalmente está ligada ao consumo de álcool, fator determinante para a prática de atos violentos. Basta olhar os jornais na segunda-feira após o feriado para comprovar através das notícias e dados. E é porque a Semana é Santa. Imaginem se não a fosse...