Segunda, 19 Outubro 2020 12:17

Racismo no Brasil: como combater esse mal no século XXI? Destaque

Por
Avaliação
(1 Votar)

Racismo no Brasil: como combater esse mal no século XXI?

Por Jader Soares Filho (Estudante)

No Brasil, a discriminação racial não é um problema recente, visto que ela está presente desde o Período Colonial. Contudo, por mais que existam dispositivos jurídicos, como o Estatuto da Igualdade Racial, ainda não há um efetivo combate ao racismo na nação. Essa situação está diretamente ligada à ineficácia do Go- verno e da sociedade em garantir que haja o cumprimento de tais leis no País.
De fato, o racismo ainda é uma característica bem presente no país, pois, segundo a ONU, no Brasil, morre um jovem negro a cada 23 minutos. Isso é reflexo de uma nação que tem como racismo uma cultura enraizada, pois não há efetivos esforços do setor governamental para mudar essa característica. Nesse contexto de mudança, o ativista indiano Mahatma Gandhi disse que “O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente”. Esse pensamento atesta que o combate ao racismo é uma ação a longo prazo e que deve ser iniciada o quanto antes. Portanto, é necessário que haja maior empenho do Governo em melhorar a educação no país, a fim de combater essa questão que afeta milhares de pessoas não só no Brasil, mas no mundo.
Além disso, também é dever da sociedade civil combater o racismo, visto que são necessárias ações conjuntas entre comunidade e governo a fim de minorar essa prerrogativa no País. Sob essa perspectiva, o Estatuto da Igualdade Racial prevê que é dever de todos garantir dignidade do povo negro no Brasil. Contudo, não há o cumprimento de tal prerrogativa, pois todos os dias morrem jovens negros e não é visível o engajamento social, apenas da própria comunidade negra. Isso prova que, de modo geral, não há interesse em mudar a questão racial no Brasil.
Portanto, é dever do Governo, em conjunto com o Poder Judiciário, aumentar a fiscalização do cumprimento das leis, com escopo de prover a execução do Estatuto da Igualdade Racial. Paralelamente a isso, deve otimizar a educação de base, por meio de maiores investimentos, a fim de fomentar a conscientização de que não é correto julgar as pessoas pela cor da pele, seguindo a prerrogativa de Gandhi, a qual se deve agir no presente para obter resultados futuros. Ademais, também é dever da sociedade politicamente ativa, por meio de informes educativos e protestos pacíficos, gerar maior engajamento do resto da população no combate ao racismo, com intuito de minorar essa situ ação deletéria do Brasil.

*Texto produzido na Oficina de Redação do Professor José Roberto Duarte

Lido 221 vezes
José Roberto Duarte

Iguatuense, professor do ensino básico e do ensino superior, fundador da Oficina de Redação Professor José Roberto Duarte, formado em Letras pela Universidade Estadual do Ceará. Além da atuação educacional, é também colunista e diretor de redação do Jornal A Praça de Iguatu, e colaborador da rádio Mais FM 106,1

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.