Navegação

Terça, 31 Março 2020 16:14

75 milhões de brasileiros ainda não têm acesso a saneamento Destaque

Por
Avaliação
(1 Votar)

75 milhões de brasileiros ainda não têm acesso a saneamento
O último 22 de março foi o Dia Internacional da Água. De acordo com um estudo do Instituto Millenium, no Brasil, a Frequência Escolar Proporcional – síntese de quatro indicadores que medem se os alunos cursam a série compatível com sua idade, está fortemente correlacionada com o acesso a saneamento básico, água encanada e energia elétrica. O estudo revela que 75 milhões de pessoas estão desprovidas deste serviço básico. Esta realidade pode ser transformada através dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas, para acabar com a pobreza, proteger o planeta e assegurar que todas as pessoas tenham paz e prosperidade. O ODS 6 da ONU visa assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Saneamento e doenças
Cada real investido em saneamento básico gera uma economia de R$ 4 em gastos em saúde, estimam especialistas que são unânimes em afirmas que o maior custo de saúde está nos problemas médicos causados pela falta de saneamento básico. As doenças acometem com mais intensidade crianças e idosos, o que provoca um maior número de internações. Doenças relacionadas à água causam 3,5 milhões de mortes a cada ano na América Latina, na África e na Ásia. A escassez de recursos põe em risco não só o abastecimento da população, mas também o crescimento econômico.

Lido 105 vezes Modificado: Terça, 31 Março 2020 16:23
José Roberto Duarte

Iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do Ceará. Além da atuação educacional, é também colunista e diretor de redação do Jornal A Praça de Iguatu, e comentarista esportivo da Mais FM 106,1

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.