A liberdade de expressão facilitada pela internet não deve ser confundida com manifestação irrestrita de opinião, propagação de preconceito, atos de intolerância ou discurso de ódio. Com essa premissa, 15 escolas brasileiras têm incluído no conteúdo didático aulas que funcionam como uma resposta propositiva à escala de discursos desagregadores. O tema tem especial relevância se considerarmos uma pesquisa conduzida em 27 países com 19 mil pessoas, que aponta o Brasil como o sétimo no ranking da intolerância ao lado de países como Estados Unidos, Polônia e Espanha. Quando o tema é cyberbullying, o país ocupa a segunda posição em agressões online a adolescentes; 53% dos pais afirmaram que a agressão partiu de um colega de escola do filho; a maior parte, via redes sociais.
O Geekie One, plataforma de educação personalizada desenvolvida pela Geekie, tem auxiliado as escolas a lidar com a questão ao oferecer conteúdo integrado a dinâmicas inovadoras e canais de multimídia que apoiam uma aprendizagem mais significativa e conectada com os novos tempos. Entre os conteúdos pedagógicos, a Educação Digital que se propõe a ensinar nativos digitais a lidar com os riscos e desafios, além de identificar oportunidades nas redes sociais.

Publicado em Notícias

Calendário

« Julho 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Sobre o Autor

  • José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do…