Sérgio Papellin, 60, teve momentos distintos a serviço do Leão. No primeiro deles, no período de 2004 a 2007, participou do acesso à 1ª divisão e um tricampeonato estadual. Em um segundo momento, em 2009 e 2010, apesar da conquista do Cearense 2009 e do tetracampeonato estadual em 2010, caiu com a equipe para a 3ª divisão e também não obteve sucesso na primeira temporada do clube na Série C. Na sua terceira passagem, o iguatuense foi uma das peças importantes no renascimento da equipe no cenário nacional assumindo a gerência de futebol do Leão do Pici. Em entrevista exclusiva ao A Praça, ele detalha sua história de 07 anos com o clube e sua relação com o município que carrega no coração.

Thiedo Henrique (Jornal A Praça)

A Praça - Na entrevista de apresentação como executivo de futebol do Fortaleza, você chamou a atenção pela confiança e sinceridade, afirmando com uso de um palavrão que o time não ‘morreria’ na série C. Que clima você encontrou em seu retorno ao Leão em 2017 e como foi conviver com o sofrimento daquela divisão do futebol?
Sérgio Papellin - Já era a quinta vez que o Fortaleza me procurava para voltar, eu nunca tinha aceitado esse retorno porque achava que não era o momento. O Fortaleza era um clube muito dividido politicamente, ninguém conseguia agregar. A vaidade pessoal era acima do amor pelo clube. Eu estava no Cuiabá, do Mato Grosso, ano passado recebi a proposta para voltar, senti que o trabalho seria diferenciado. Quando cheguei, sabia que o momento era difícil, era uma loucura do pessoal para poder subir o Fortaleza de volta para série B. A gente não pode nem criticar porque só quem está dentro do futebol, sabe. Passar 8 anos na série C, com a pressão de uma nação, você termina sendo um pouco irresponsável na lei do limite que o clube pode arcar. A folha do time era de R$ 880 mil, com 13º e três meses de salário atrasados, orçamento que time que disputa para subir a série A não gasta. Conseguimos equilibrar as contas, diminuímos a folha em R$ 350 mil para colocar tudo em dia. Mesmo como muita gente torcendo contra, o acesso veio ano passado e essa organização proporcionou ao Fortaleza ter um centenário como esse em 2018. Eu tinha tanta certeza que conseguiria ajudar a subir o Fortaleza que passei a ganhar R$ 10 mil a menos, acreditando que a compensação financeira viria mais à frente.

CONFIRA A LISTA DOS CANDIDATOS (AS) APROVADOS (AS) E CLASSIFICADOS (AS) NO CONCURSO VESTIBULAR 2019.1 DA FACULDADE SÃO FRANCISCO DO CEARÁ – FASC

MATRÍCULAS ABERTAS DE 17 A 21 DE DEZEMBRO. MAIS INFORMAÇÕES: 88.3581-5611.

Sábado, 10 Novembro 2018 00:28

Vestibular 2019.1 da FASC

Escrito por

A Faculdade São Francisco do Ceará - FASC está com as inscrições abertas para o seu vestibular 2019.1. O candidato pode se inscrever através do site www.fsf.edu.br ou presencialmente na sede da FASC na rua Dom Quintino, onde funcionou o antigo colégio São José. O processo vestibular oferece mais de 500 vagas para os cursos de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Administração, Filosofia, e Fisioterapia. A prova será aplicada no dia 09 de dezembro de 2018. Mais informações pelo telefone 88.3581-5611.

Por Thiedo Henrique

Curtir o feriado viajando ou descansando nem passou pela cabeça daqueles que estão às vésperas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece nos dias 4 e 11 de novembro. Cerca de 180 alunos escolas de Iguatu e região se reuniram para o ‘Grande Encontro da Redação Enem 2018’ no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), ontem, sexta-feira, 2. A revisão ocorreu de maneira objetiva e marcada por descontração, tanto entre professores quanto alunos.
Realizado pelo segundo ano consecutivo pelos professores José Roberto Duarte, Lincoln Lavor e Marcelo Félix, o formato foi planejado desde a primeira realização em 2017.
A união dos docentes partiu da somatória de dois cursos: Oficina de Redação e Redigir, fortalecido ainda pelo polo acadêmico em que a região vem transformando, o formato de curso já consolidado em regiões do Cariri e capital do estado. “Iguatu já é um grande centro educacional, aqui podemos aglutinar alunos de município vizinhos como Acopiara, Quixelô, Icó, Jucás Cariús, Cedro e Várzea Alegre, que participaram desse momento. Ainda não tivemos o registro de um aluno com nota mil, na região, quem sabe não saia desse aulão”, disse Marcelo.

Rumo à nota 1.000

Por mais de quatro horas a interdisciplinaridade tão cobrada no exame acabou sendo o foco mais trabalhado, para correlacionar conteúdos das disciplinas na argumentação da Redação. “Trabalhamos as cinco competências necessárias no Enem para chegar à redação nota mil. Fazemos o detalhamento gramatical, desenvolvimento, análise críticas, aspectos de coesão e coerência e proposta de intervenção”, afirmou José Roberto Duarte.
A cada edição da prova, algumas mudanças são propostas no foco de torná-la ainda mais eficiente. “O Enem é a porta de entrada para inúmeras instituições de ensino superior e os alunos precisam estar cientes”, alertou Lincoln.
No ano passado, duas alterações significativas alteraram a dinâmica da aplicação da prova e a forma de avaliação da do texto. Antes, o exame acontecia em um final de semana só, sendo assim, dois dias consecutivos de prova. Agora, são dois domingos consecutivos, proporcionando aos candidatos uma semana de descanso. “Além disso, redações que possuíam qualquer ideia que fosse contra os Direitos Humanos eram passíveis de receber nota zero. Agora não é mais permitido zerar a produção. Isso não significa dizer que o aluno não será penalizado com a perda de pontos”, pontuou José Roberto.
A distribuição das provas não mudou: no primeiro domingo, dia 4, serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, com 5h30 de duração; no segundo domingo, dia 11, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 5h de duração.

 Por Wandenberg Belém

O Exame Nacional do Ensino Médio - Enem realizado nos dias 04 e 11. No Ceará, de acordo com lista divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep, ao todo, 119 municípios cearenses serão sede dos locais das provas. No Enem deste ano, 5.513.684 inscrições foram efetuadas em todo o Brasil, sendo 328.592 delas por candidatos no Ceará. As cidades com maior número de inscritos aqui no estado são: Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Sobral, Crato, Itapipoca, Quixadá, Maranguape e Iguatu com 3.869 candidatos inscritos.
De acordo com a Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação, Crede 16, 2.417 alunos inscritos integram a rede estadual de ensino de 17 escolas em sete municípios da região Centro-Sul. Esse número corresponde a 98,6% do total de matriculados que é de 2.451 da 3ª série do ensino médio.
Neste município são nove os locais de prova: as escolas Lucas Emmanuel, Amélia Figueiredo de Lavor, Adauto Bezerra, Filgueiras Lima, CEJA; Liceu, Campus Humberto Teixeira, e IFCE, campus Cajazeiras e Areias.
Até sexta-feira, 02, candidatos participaram da maratona de estudos, de aulas, simulados e do II Grande Encontro de Redação, que aconteceu no auditório da CDL.

Revisão

Calendário

« Dezembro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Sobre o Autor

  • José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do…

Parceiros