Quarta, 15 Julho 2009 11:58

Disque-sexo

Escrito por
Procuradoria acusa deputado de pagar ligações para disque-sexo com dinheiro público
O deputado federal Sérgio Moraes (PTB-RS), relator do processo contra o deputado federal Edmar Moreira (sem partido-MG) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, responde a processo no Supremo Tribunal Federal por acusação de má utilização de um telefônico público instalado na residência de seu falecido pai, no Rio Grande do Sul.
O Ministério Público Federal identificou chamadas do aparelho realizadas para disque-sexos e destinos fora do Brasil. Parecer do Ministério Público encaminhado ao Supremo afirma que o deputado fez mau uso do aparelho no período em que foi prefeito de Santa Cruz do Sul (RS), em 1997. A denúncia tem como base contas telefônicas e documentos da CRT (Companhia Riograndense de Telecomunicações) que comprovam a instalação do telefone a pedido da prefeitura, na residência do pai de Sérgio Moraes. "Os documentos que acompanharam a denúncia comprovaram, também, que o terminal instalado na casa do pai do denunciado foi utilizado para inúmeras ligações particulares, inclusive, para outros países, tais como Guiné Bissau, Moldova, São Tomé e Príncipe, e números de conhecido conteúdo pornográfico", diz o parecer assinado pela sub-procuradora-geral da República, Claudia Marques. O Ministério Público acatou a denúncia contra Sérgio Moraes e pede, no parecer, que o Supremo aceite a condenação do deputado. Em um segundo processo que tramita no Supremo, o deputado é acusado de realizar a contratação ilegal de 75 servidores temporários sem a necessidade de interesse público naquele momento.
Quarta, 15 Julho 2009 11:52

Vacina contra Gripe Suína

Escrito por
Instituto Butantã terá de doar 10% das vacinas produzidas contra a gripe suína para a OMS
O Instituto Butantã terá de doar 10% de sua produção de vacinas contra a gripe suína para a Organização Mundial da Saúde (OMS). A agência alertou que a disseminação da gripe é "inevitável" e que todos os países precisarão comprar a vacina. Mas alerta: não haverá vacina para todos e 1,8 bilhão de doses já foram compradas por países ricos.
Para a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, a questão das patentes voltará ao centro dos debates. Sem vacinas para todos, a OMS apresentou estratégias que poderão ser usadas: profissionais de saúde devem ser priorizados, além de pessoal do setor de infraestrutura essencial, como segurança e aeroportos. “Eles são os mais expostos”, disse Marie-Paule Kieny, diretora de vacinas. A vacina fica pronta em outubro e deve chegar ao mercado em dezembro, após testes clínicos. Dentro da OMS, o temor é de que chegue tarde, pois a segunda onda da gripe no Hemisfério Norte pode se iniciar com o inverno. Por isso, governos com recursos negociam com empresas. Em contratos já concluídos, a OMS estima que 1 bilhão de doses estejam comprometidas. O presidente do Butantã, Isaías Raw, afirma que "vários produtores do mundo assumiram" o compromisso de doar doses à Organização Mundial da Saúde.
Quarta, 15 Julho 2009 11:49

Mais vendas

Escrito por
Vendas do comércio voltam a crescer após dois meses de queda, segundo o IBGE
Após dois meses de queda, o volume de vendas do comércio varejista em maio registrou alta de 0,8% em relação a abril. A receita nominal apresentou o mesmo índice de expansão. Na comparação com maio de 2008, o volume de vendas e a receita nominal do varejo cresceram 4,0% e 8,9%. Os dados foram divulgados ontem pelo IBGE.
Quarta, 15 Julho 2009 11:47

Lula elogia Collor

Escrito por
Lula elogia Collor e Renan em Alagoas e diz que pretende ajudar a eleger sua sucessora
O presidente Lula disse nesta terça-feira, em Alagoas, que pretende fazer sua sucessora na Presidência da República. Sem mencionar o nome da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), Lula disse que vai ajudar a eleger seu ‘sucessor’ ou ‘sucessora’.
“Está chegando o ano eleitoral e eu não posso falar de eleição. Mas eu só vou dizer uma coisa para vocês. Podem escrever, eu vou fazer, eu vou ajudar a eleger a minha sucessora neste País. Ou sucessor”, afirmou Lula no discurso de inauguração de uma adutora em Palmeira dos Índios, em Alagoas. Lula negou que a inauguração tivesse caráter eleitoral e lembrou que o governador de Alagoas, Teotônio Vilela (PSDB), é de oposição. "Quem viu o discurso do Teo sabe perfeitamente bem que o Teo é um companheiro de um outro partido político, de um partido político que, certamente, terá um adversário para nos enfrentar. O que aconteceu aqui é que a gente não está pensando em 2010, a gente não está pensando nas próximas eleições. A gente está pensando é que esse povo de Palmeira dos Índios merece ser tratado com dignidade”.
Na tentativa de reforçar a imagem de caixa preta da Petrobras e pressionar o governo Lula, a oposição apresentou ontem, na CPI da Petrobras, requerimentos que envolvem além da estatal, o PT e o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP). São 22 pedidos de documentação da estatal e quatro de convocação, além de dois de convites de autoridades para prestarem esclarecimentos sobre denúncias feitas contra a Petrobras.
Os oposicionistas decidiram pedir que a CPI investigue a denúncia de que a Fundação José Sarney desviou recursos de um patrocínio cultural da Petrobras. A oposição pede cópia de todas as prestações de contas de verbas recebidas da estatal pela Fundação Sarney. Os requerimentos solicitam ainda que os promotores João Guimarães Jr e José Carlos Blat, do Ministério Público de São Paulo, sejam convidados a falar sobre doações irregulares da estatal à Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop), ligada ao PT (já teve como presidente o deputado federal Ricardo Berzoini, atual presidente do PT), e o empresário Boris Gorentzvaig, da Petroplastic, para falar sobre a incorporação da Petroquímica Triunfo à Braskem. A oposição quer cópia de todas as investigações do Ministério Público, Polícia Federal, Tribunal de Contas da União que tem a estatal como alvo. Também foram requisitadas as auditorias internas que analisam a movimentação financeira da empresa. A oposição defende a convocação dos empresários Valdir Lima Carreiro e Laudezir Carvalho Azevedo, da Iesa Óleo e Gás; o gerente executivo de Comunicação Institucional da estatal, Wilson Santarosa; a secretária da Receita Federal, Lina Vieira; e do ex-gerente de Comunicação da área de abastecimento da Petrobras, Geovane Moraes.
Segunda, 13 Julho 2009 19:03

Ressarcimento

Escrito por
Sarney manda cancelar todos os 663 atos secretos
O presidente do Senado determinou hoje o cancelamento de todos os 663 atos secretos veiculados nos 312 boletins administrativos de pessoal. José Sarney determinou também o ressarcimento de recursos que tenham sido gastos pelo Senado de forma indevida para pagar empresas contratadas. A Diretoria-Geral da Casa tem 30 dias para apresentar um relatório com as providências.

Calendário

« Setembro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Sobre o Autor

  • José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do…

Parceiros