Candidatos terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia; veja outras mudanças
O edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foi publicado na manhã desta quarta-feira (21) no Diário Oficial da União e traz mudanças para a prova.
Acesse o edital do Enem 2018.
Mais tempo de prova
Neste ano, os candidatos que participarão do Enem terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática. Segundo o edital, serão cinco horas para fazer a prova no segundo dia e cinco horas e meia no primeiro dia.
Exame em dois domingos
O Enem, que completa 20 anos em 2018, continuará sendo aplicado em dois domingos seguidos: nos dias 4 e 11 de novembro.
A distribuição das provas não mudou: no primeiro domingo, dia 4, serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, com 5h30 de duração; no segundo domingo, dia 11, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 5h de duração.
O exame no domingo normaliza a prova para os sabatistas, que tradicionalmente tinham de esperar até as 19h do sábado para iniciá-la.
Inscrições e isenção de taxa


A Universidade Estadual do Ceará (UECE) recebe até sexta-feira, 23 de março, solicitação de isenção da taxa de inscrição para o Vestibular destinado ao ingresso nos cursos de graduação no 2º período letivo de 2018. A solicitação deve ser realizada por meio de formulário eletrônico disponível no site da Comissão Executiva do Vestibular (CEV) até as 23h59min do dia 23 de março 2018 (sexta-feira). O formulário preenchido deverá ser entregue na sede da CEV, no Campus Itaperi, ou nas demais sedes das Unidades de UECE do interior do Estado até o dia 26 de março 2018, das 8h às 19h, juntamente com documentação exigida em edital.
VEJA AQUI O EDITAL

Terça, 20 Março 2018 20:07

As profissões mais bem pagas

Escrito por


Ao escolher uma profissão, além de analisar suas habilidades, vocação e sonhos, é importante considerar também o salário que você poderá ganhar depois de formado. Mesmo que a questão financeira não seja o item mais importante para você, saber como o mercado remunera a carreira escolhida serve para ajustar suas expectativas. São muitas as listas de profissões mais bem pagas, com levantamentos realizados por consultorias de RH, empresas de recrutamento, jornais, revistas, portais e institutos de pesquisa. Essas listas podem apresentar variações e o salário do profissional dependerá muito de sua formação, competência, habilidades, experiência, qualificação, mercado em que atua e região do País.
Mas uma coisa é certa: fazer um curso superior aumenta muito as chances de você conseguir um bom salário. Uma pesquisa do Instituto Insper, divulgada em 2012, revelou que profissionais com diploma universitário recebem salários até 167% mais altos do que as pessoas que concluíram apenas o Ensino Médio. Veja a seguir, o ranking das profissões mais bem pagas, a média salarial nacional e até quanto os profissionais dessas áreas podem ganhar. Em seguida, confira onde você pode estudar para conquistar uma profissão com bom salário.
10 profissões mais bem pagas
Para elaborar este ranking com as profissões mais bem pagas, usamos o levantamento mais recente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A pesquisa do Ipea levou em consideração a média salarial nacional de várias profissões de nível superior. A partir disso, mostramos alguns exemplos de salário que esses profissionais podem alcançar após alguns anos de carreira.
1. Medicina
Salário médio: R$ 8.459,45
O salário dos médicos varia bastante de acordo com a especialização e a região em que atua. Um Diretor Hospitalar, por exemplo, pode chegar a receber R$ 50 mil por mês.

A Faculdade São Francisco do Ceará (FASC) deu início às suas atividades acadêmicas neste ano 2018, com a aula inaugural. A novidade ficou por conta da apresentação das turmas dos novos cursos de Engenharia Civil e Filosofia e do corpo docente, orientações aos calouros, plano de aulas e calendário letivo.


José Roberto Duarte, anunciado novo diretor do ensino da instituição, ressaltou a importância da integração dos calouros com os veteranos. “Os alunos depositam nos professores a confiança e esperança do saber e da melhor orientação possível. Quem chega à faculdade ainda tem o pensamento de ensino médio, e essa integração com a presença dos professores no contato direto nos corredores desmistifica esse afastamento que muito acreditam ter entre os alunos e o docente”, explicou.
A pretensão da instituição é investir em pesquisa e extensão num futuro breve. “A faculdade sem extensão e pesquisa não existe. Tem que estar centrada nesses dois pontos. Iguatu como um todo carece dessas práticas. Já estamos conversando com a direção no objetivo de lançar editais e fazer parcerias para que possamos oferecer e servir a sociedade. Muitos estão investindo aqui e a instituição tem esse dever de dar o retorno”, afirmou o diretor de ensino.

Novos cursos
Hoje a instituição oferece os cursos de Administração, Farmácia, Enfermagem, Nutrição, Engenharia Civil e Filosofia. Há perspectiva da vinda de novos cursos como Direito, Fisioterapia e Arquitetura, este já autorizado pelo MEC. “Estamos satisfeitos com nosso núcleo aqui. Observamos além do mercado, vimos a chance de contribuir com o ensino acadêmico de uma região”, afirmou Vera Claudino, diretora mantenedora da FASC.

Calendário

« Agosto 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Sobre o Autor

  • José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do…

Parceiros