José Roberto Duarte

José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do Ceará.
Além da atuação educacional, é também colunista e diretor de redação do Jornal A Praça de Iguatu, e comentarista esportivo da Mais FM 106,1.

Psicopedagoga fala sobre o papel da escola e dos pais no combate à prática

Bullying é o termo utilizado para descrever atos de violência, seja física ou psicológica, praticados por um indivíduo ou grupo em quem sofre com o ato. A prática do bullying é comum principalmente no meio escolar e, por isso, tem ganhado um olhar específico dos profissionais da educação, com o objetivo de combater e instruir os professores, a equipe pedagógica e, principalmente, pais e responsáveis.
Segundo a psicopedagoga e especialista em gestão escolar, Ana Regina Caminha Braga, é importante olhar para os dois lados: o de quem sofre e o de quem pratica o bullying. “Os olhares estão sempre relacionados a vítima, mas e o agressor? Como é realizado o acompanhamento e até mesmo as orientações? Esse sujeito precisa ser analisado pelo pedagogo, psicólogo e demais profissionais, caso necessário”, explica.

Segundo especialista, existe uma relação do cérebro com essa procrastinação


Orientadora pessoal Wanessa Moreira

Muitas vezes sabemos o que fazer, e como devemos fazer, mas simplesmente adiamos ou retardamos uma tarefa que deveria ser cumprida, que fazia parte de um objetivo. E ao mesmo tempo realizamos um monte de outras coisas que com certeza poderiam esperar, já que aguardaram até aquele momento e não eram nem de longe prioridade, apenas distrações. Mas, por que será que isso acontece?
Para a orientadora pessoal e psicóloga transpessoal, Wanessa Moreira, é comum essa circunstância em que a gente dá “voltas em volta de nós mesmos”, sempre buscando situações para nos desviar do foco principal. “Nesse momento, tudo o que não é necessário parece se tornar interessante de uma hora para outra como uma boa desculpa que nós contamos, nos sequestrando do nosso objetivo principal”, diz a especialista.

Sábado, 02 Junho 2018 01:14

FASC - vestibular 2018.2

A Faculdade São Francisco do Ceará realiza no próximo domingo, 10 de junho, o seu vestibular 2018.2. As inscrições estão abertas até o dia 07 de junho. São oferecidas vagas nos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Filosofia e Administração. Mais informações pelo telefone: 88.3581-5611.


Especialistas explicam a importância do conceito para a preservação do meio ambiente e apontam as legislações que regulamentam a prática
Tornar empresas e indústrias dos mais variados segmentos responsáveis por todo o ciclo de vida útil de um produto, promovendo a reutilização ou o descarte correto dos bens de consumo é a essência da Logística Reversa. Além de representar um processo vital para o desenvolvimento sustentável do planeta, o processo de restituição dos resíduos sólidos ao setor industrial é mais do que uma orientação e está previsto em lei.
Em 2010, o governo brasileiro implantou a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS, lei nº 12.305, que define a Logística Reversa como um instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada. A lei prevê a redução, reutilização e reciclagem na geração de resíduos, além de regulamentar e impor a implementação de sistemas de produção e consumo consciente a fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes.

Calendário

« Junho 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30  

Sobre o Autor

  • José Roberto Duarte, iguatuense, professor do ensino básico, formado em Letras pela Universidade Estadual do…

Parceiros